61ª Feira do Livro de Porto Alegre – A Feira que não vi, mas vivi.

feira logo

A Feira do Livro de Porto Alegre acontece de forma ininterrupta há 60 anos e acho que pelo menos nos últimos 10 anos eu fui em todas, ou em quase todas. No ano de 2010 ela foi reconhecida como patrimônio imaterial da cidade, pela Secretaria Municipal da Cultura. Neste ano, tem como patrono o poeta e escritor gaúcho Dilan Camargo e conta com a participação de quase 200 expositores.

Todas essas informações eu retirei da internet, porque este será o primeiro ano que não irei na Feira. Ela ainda não terminou, mas eu sei que não vou, porque estou 100% dedicada ao meu pequeno, e não me queixo disso, apenas lamento perder o furdunço da Feira, o cheiro de livro novo misturado com o a madeira e grama molhada da Praça da Alfândega, e a deliciosa sensação de descobrir aquele livro desejado com desconto.

Mesmo que digam que os descontos não são mais os mesmos de antigamente, que os expositores são comerciais demais e literários de menos, mesmo assim, a Feira do Livro é e sempre será o momento em que leitor, livro e livreiro estão mais próximos, sendo um o reflexo do outro. Um esperando pelo outro, um se mostrando para o outro e estabelecendo o mais lindo contato entre obra, criador e público. É sem dúvida um espetáculo a céu aberto.

Contudo, não irei na Feira esse ano. Mas não deixarei de vivê-la. Tenho acompanhado as notícias, os lançamentos e a programação pela internet e pelos jornais. Voltei a ler meus livros queridos e esquecidos, entre uma mamada e outro, para sentir novamente a gostosa sensação de me perder nas páginas de um livro e não ver o tempo passar e, principalmente, já fiz a minha listinha de desejados. Se não conseguir que alguém vá na Feira por mim, decidi que não vou ficar sem meus livros novos. Vou comprar pela internet ou na loja física, por tele-entrega! Se não posso ir até os livros, que eles venham até mim!

Aqui está a minha seleção de livros desejados:

– Simples Assim – Martha Medeiros. Não pode faltar, todo ano compro um livro novo dela. Ano passado não comprei, mas ganhei! É uma relação antiga, da qual falarei mais em breve, no post que publicarei sobre os 100 livros da vida, parte 3 – Vida Adulta.

-Tudo que se perde, tudo que se ganha – Clarissa Corrêa. Não conheço essa autora, mas achei interessante o título e principalmente a capa.

– Apenas um ano – Gayle Forman. Também nunca li, mas seus livros anteriores ficaram bastante tempo nas listas de mais vendidos. Histórias de amor sempre são boas de ler, está na hora de conhecê-lo.

– A vida sem crachá – Claudia Giudice. Desconhecida também, mas histórias reais me agradam. Ainda mais sobre esse assunto, tão em alta ultimamente.

Por hora era isso, espero conseguir adquirir pelo menos um deles. Boas leituras e bom passeio para quem for na Feira!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s