” O Papai é Pop” – Marcos Piangers.

th

Livro de crônicas, curtinho e de fácil leitura. Nos textos, sem muito estilo ou maior qualidade literária, o que prevalece é o coração e a vontade de compartilhar vivências do autor, que conta suas próprias aventuras junto às duas filhas, Anita (08 anos) e Aurora (02 anos). São histórias engraçadas em sua maioria, que relatam as aventuras de um pai amoroso, participativo e amigo de suas filhas, mas que, ao que parece, cede bastante aos caprichos das meninas.

O que sobra na leitura das crônicas é amor e cumplicidade, mostrando uma grande sintonia entre ele e as meninas. Anita, a filha mais velha, é encantadora. Com sua conversa fluente, conquista até o leitor mais distraído, que não estava a fim de apaixonar-se pela história ou por algum personagem.

A última crônica resume bem o sentimento do pai e principalmente das filhas. “Que nunca acabe” é o melhor texto do livro, o que me pareceu mais autêntico e, sem dúvida, o mais bonito.

Recomendo para pais e mães de primeira ou de muitas viagens. É sempre bom sorrir um pouco com as aventuras e desventuras alheias.

8CRIV_9bijJwXp_jgHzymphtFBpGNDxxHA7jHewYyLc-533x480